Voltar à página inicial



 

 

 

Se de noite, olhares para o céu sem nuvens, podes observar que o grande espaço da abóbada celeste
parece
salpicada de pontos luminosos: uns pequenos, outros grandes, uns dispersos, outros
agrupados - são os astros, que se encontram a milhares de quilómetros de distância da Terra.

Também podes encontrar o ponto na areia da praia, nas sardas do rosto de uma pessoa, ...

Em EVT o ponto atua como forma e desenvolve-se numa superfície limitada a que damos o nome de
Campo Visual.
 
 


Campo Visual - Superfície
limitada em que as formas
se desenvolvem.


Quando no campo visual
não existem formas, dizemos
que é um campo vazio.

 
 
Observa com atenção, os diferentes aspetos que o ponto pode tomar dentro do campo visual.
 
   
Quanto ao aspeto gráfico os pontos podem estar dispostos:
 
 


Ao acaso


Ordenados

 
 
Quanto ao número de pontos que uma superfície contém, podem considerar-se:
 
 


Dispersos


Concentrados

 
 

Saturados

 
 
 


 
 
 

 

 
 

Desde os tempos pré-históricos que o homem tem
observado a linha e se serviu dela para transmitir
as suas mensagens.

As pinturas rupestres, as figuras gravadas na rocha,
os gravados em utensílios de cerâmica,
comprovam
a sua aplicação desde há muitos, muitos anos atrás.

Mesmo tu... usas nos teus trabalhos a linha,
quando fazes um desenho e até mesmo na escrita

(sucessão de traços e linhas).


Lascaux
 
 

 

Se fizeres um ponto com o bico do lápis sobre um papel e o deslocares, obténs uma linha.

Ao observares o meio envolvente poderás descobrir linhas quer na natureza, quer em realizações
humanas:

 
 


- os nossos cabelos parecem linhas;

- um avião a jacto que cruza o céu, deixa um rasto
de fumo que parece uma linha;

- os carris de ferro por onde os comboios se
deslocam, são linhas;

- na praia, ao olhares para o mar, vês a linha do
horizonte.


 
 
 
 

Experimenta com uma corda, formas que essa
corda possa adquirir.



Uma corda esticada é uma linha recta.
 
   
 

 

Em tudo o que te rodeia poderás encontrar linhas de vários tipos, tais como:

 
 
 
 

 

Poderás ainda descobrir uma infinidade de linhas em que, provavelmente, nunca reparaste e que se podem
assemelhar a estes tipos:

 
 

 

 

 

 

 
 

 

 

 

 

 
 

 

 

 

 

 
 

 

 

 

 

 
 

 

 

 

 

 
 

 

 

 

 

 
 

 

Em suma, a linha é um meio de representação elementar. Como pudeste observar, a natureza da linha
pode conferir-lhe aspetos diferentes:

 
 

 

confortável, suave, simpática


 

 

agressiva


 


sensação de ritmo ou movimento


 

 

as linhas podem ainda sugerir matéria

 
 

 

e também volume

 

 
 
 

 

 
 
 

Eis alguns exemplos de trabalhos com o PONTO e a LINHA, utilizando caneta de feltro preta:

(Trabalhos de Luis Ruivo)

 
 

Castelo de Aljezur - ponto


Castelo de Aljezur - linha
 
 

 


Moinho de Aljezur - imagem original

 


Moinho de Aljezur - ponto

 
 



Moinho de Aljezur - linha

 
 

 


Igreja Matriz de Aljezur - linha

 


Igreja Matriz de Aljezur - método de simplificação
através da linha

 
 

 

(Trabalhos de Sílvia Viola)

 
 



ponto



ponto (saturação)



linha



positivo

 
 

 


negativo

 


linha

 
 

 
  O Ponto na Arte  
 

Seurat
 
 


Miró
 
 

Seurat



 
 
Klee
 
    Kandinsky  
 

 
  A Linha na Arte  
 

Picasso
 
 
Fernand Léger


Fernand Legér
 
 

Munch
 
  Klee    
 
Van Gogh

Picasso
 

Van Gogh
    Vieira da Silva  
 

Vieira da Silva
 
 

 

o ponto | a linha | trabalhos | o ponto na arte | a linha na arte

 

home | e-mail | livro de visitas

 

Produzido por © 2007 Todos os direitos reservados