Esta página tem como objectivo principal a recolha e partilha de
boas práticas no âmbito das aulas de substituição.

 

     

DIARIAMENTE, QUANTAS VEZES NOS DEPARAMOS COM ESTA QUESTÃO?...

As aulas de substituição, ou as eufemísticamente designadas  “atividades de substituição” continuam a ser um verdadeiro fiasco, para não as rotularmos de ridículas. Mas, o que é certo é que somos obrigados a dar cumprimento à Lei e às regras de organização do horário semanal do pessoal docente onde se institui a obrigatoriedade de ocupação plena dos alunos do Ensino Básico em atividades educativas.

Farto da "balbúrdia" em que se converteram as aulas de substituição?

Partilhe as experiências que considere terem resultado bem na sua aula de substituição.

 

 
  Como contribuir?...é simples...

Envie-me um e-mail que contenha:
 


- a descrição da(s) sua(s) experiência(s)
- objectivos
- comentários
- autor(es)
- indicar/anexar fichas ou outro tipos de suportes a utilizar

ou então

envie-me apenas fichas que possam servir a outros colegas.

 
Vamos a isto! ... Dúvidas?... Problemas?... envie-me um e-mail.

Comprometo-me a registar a sua contribuição com a maior brevidade.
 
 
     
 
 

Aqui estão algumas fichas, no âmbito da disciplina de EVT e outras que considero serem interessantes para aplicar nas aulas de substituição:

 
 

 

CRIATIVIDADE

+100 anos
actor
aquário
balão
BD
BD1
escultor
espera do autocarro
planta
fechadura

grrrr
gruta
ladrão
incêndios
no cinema
prendas de natal
rapariga vai cair
sonho no hospital

   

 

MÉT. DA QUADRÍCULA

bode
burrito
burro
cavalo
elefante
gato
girafa
hipopótamo
leão
macaco
rato
rinoceronte
touro

OUTRAS

Sr. Anil
rosto humano

marcas da raiva
perigo no chat

Cinderela para jovens
A ratoeira

Expressão Dramática

 
 


ACTIVIDADES PROPOSTAS:


 
 
 

1. FALAR POR GESTOS

Tenho dado aulas de substituição e não tenho tido problemas, mas de ano para ano, verdade seja dita, os alunos que chegam do 1º ciclo, apresentam cada vez mais dificuldade em aceitar as regras normais de comportamento. Há uns dias fui substituir uma professora de Português; não conhecia a turma; veio-me uma ideia: falando baixinho, propus-lhes a ideia de que só poderíamos comunicar através da linguagem gestual, incluindo-me também. Os garotos, alunos de 5º ano, acharam piada. Consegui que eles se mantivessem entretidos  e praticamente em silêncio durante ½ hora, pois através de gestos pedi a um aluno que fosse ao quadro fazer um exercício do manual de LP. Achei graça, porque estiveram muito atentos para descobrirem o nº da página, (que foi transmitido através da contagem dos dedos das mãos) e na qual deviam abrir o livro. Depois pediram para fazer um desenho no caderno da disciplina para separar o 1º do 2º período. E passaram-se os 90 minutos. Como iam fazer letras, aproveitei para relembrar as respetivas regras, que possivelmente já tinham dado quando decoraram a capa de EVT.

Autor: Maria Arlete
 
 
     
 
 

Fico à espera das suas propostas e experiências. Partilhe!

 
 
     

 

home | e-mail | livro de visitas

Produzido por © 2007 Todos os direitos reservados

Voltar à página inicial